Seg - Qui 8:30 - 17:30 - Sex 8:30 - 17:00
(41) 2106-0010
comercial@ctsconsultoria.com.br
R. Emanuel Kant 60 - sala 713 a 718

Capão Raso - Curitiba/PR

Encontro reunirá, nesta quarta-feira (27), na sede carioca da Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), mais de 90 representantes de operadoras do setor.

Noventa representantes de operadoras do setor de saúde se reunirão, nesta quarta-feira (27), na sede carioca da Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), no Centro. Receberão esclarecimentos sobre as informações necessárias ao acompanhamento econômico e financeiro feito regularmente pela Agência Nacional de Saúde Suplementar.  Técnicos da ANS vão explicar, por exemplo, as mudanças nas normas de auditoria e de contraprestações.

A iniciativa da Abramge regional representa um esforço conjunto para aperfeiçoar a qualidade dos dados encaminhados à ANS, deixando-os alinhados à nova versão do Documento de Informações Periódicas das Operadoras de Planos de Saúde – o DIOPS, que permite o monitoramento das respectivas situações econômico-financeiras e cadastrais. “Como houve algumas mudanças referentes à área contábil, achamos importante organizar este workshop para que as operadoras pudessem tirar eventuais dúvidas. A ideia foi prontamente aceita pela ANS”, observa o presidente da Abramge RJ/ES, Sérgio Vieira.

Quatro especialistas da Agência Nacional de Saúde Suplementar esclarecerão as principais mudanças referentes ao DIOPS. Abordarão pontos como faturamento antecipado, provisões técnicas e modelos de solvência. Programadas para começar às 9h30, as palestras se estenderão até as 15h30. “Acredito que sejam muito elucidativas, e reforcem a importância de um trabalho afinado entre as operadoras e a ANS”, ressalta Vieira.

Sobre a Abramge

Criada em 1966 para representar nacionalmente empresas privadas de assistência à saúde, a associação sem fins lucrativos reúne, aproximadamente, 250 operadoras associadas.  A Abramge RJ/ES é o braço regional da entidade responsável pelo segmento de medicina de grupo, que concentra o maior volume de usuários do mercado de saúde suplementar – 41% dos cerca de 48 milhões de planos de assistência médica no país.

Fonte: Segs

Posts recentes

Fale conosco

Surgiu alguma dúvida, fale conosco!

Categorias