Seg - Qui 8:30 - 17:30 - Sex 8:30 - 17:00
(41) 2106-0010
R. Emanuel Kant 60 - sala 713 a 718

Capão Raso - Curitiba/PR

Depois dos remédios, planos vão pressionar inflação

O grupo Saúde e Cuidados Pessoais manterá a pressão sobre a inflação nos próximos meses. Depois da correção dos remédios, o reajuste dos planos de saúde individuais – que incidirá para 10 milhões de usuários no país – será fator que jogará a inflação para cima. O aumento dos planos está previsto para este mês.

Ontem, o IBGE divulgou que o IPCA (índice oficial) de abril subiu 0,55%, tendo como principal impacto os medicamentos, que tiveram alta de 2,70% a 6,31% para o consumidor. Com o resultado de abril, o IPCA acumula 6,49% nos últimos 12 meses, encostando no teto da meta inflacionária do governo, de 6,5%. Em março, ficou me 0,49%.

“O setor de plano de saúde reclama de aumento de custo de insumos, médicos, enfermeiros e pessoal de atendimento nos consultórios. A correção do planos individuais vai pressionar a inflação sim”, avalia Gilberto Braga, professor de Finanças do Ibmec-RJ. Em 2012, os planos foram autorizados a corrigir mensalidades individuais em 7,93%, muito superior a inflação de 6,50% em 2011.

Fonte: O DIA

Posts recentes

Segurança de E-mail

SEGURANÇA DE E-MAIL Ao utilizar o e-mail corporativo devemos tomar alguns cuidados pois nem sempre os mecanismos de segurança tradicionais são suficientes para impedir incidentes na organização.

Leia mais »

Fale conosco

Surgiu alguma dúvida, fale conosco!