Seg - Qui 8:30 - 17:30 - Sex 8:30 - 17:00
(41) 2106-0010
comercial@ctsconsultoria.com.br
R. Emanuel Kant 60 - sala 713 a 718

Capão Raso - Curitiba/PR

Se mantiver o ritmo de crescimento, o Brasil poderá alcançar, ainda este ano, a marca de 50 milhões de beneficiários de planos de saúde. No terceiro trimestre do ano, foram 49 milhões de beneficiários, registrando um crescimento de 0,9% no período e de 3,2% no acumulado em 12 meses, até setembro, segundo o boletim “Saúde Suplementar em Números”, produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), a partir de dados atualizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

“De março a setembro de 2013, o mercado cresceu em 1,1 milhão de beneficiários. No período de 12 meses, de outubro de 2012 a setembro de 2013, o crescimento acumulado foi de 1,5 milhão de beneficiários”, informa Luiz Augusto Carneiro, superintendente-executivo do IESS. “É um crescimento significativo. Se esse ritmo for mantido, a marca de 50 milhões de beneficiários poderá ser atingida em 2014”, analisa.

O mercado foi impulsionado, principalmente, pelos planos coletivos empresariais, que registram um crescimento de 1,3% no trimestre e de 5,5% em 12 meses. Na visão de Carneiro, uma das hipóteses a justificar esse comportamento é que as pequenas e médias empresas (PMEs) têm aumentado a contratação de planos empresariais. “Esse é um nicho que tem registrado crescimento nos últimos anos e as operadoras passaram a oferecer produtos direcionados às PMEs”, observa. “Além disso, apesar do baixo crescimento da economia brasileira, o mercado de trabalho tem se mantido estável e isso influencia a contratação de planos”, acrescenta.

Entre as grandes regiões do Brasil, o Nordeste registrou a maior taxa de crescimento no período de 12 meses encerrados em setembro de 2013: 6%. No acumulado trimestral, a alta na região foi de 1,5%, totalizando um mercado de 6,64 milhões de beneficiários. No Norte, região com menor taxa de crescimento, o crescimento trimestral foi de 0,7% e o anual de 5,8%, chegando a 1,80 milhão de beneficiários.

Maior mercado do País, o Sudeste obteve crescimento de 0,9% no trimestre e de 2,6% no acumulado de 12 meses encerrados em setembro, ao atingir 31,1 milhões de beneficiários.

Planos odontológicos. Os planos exclusivamente odontológicos registraram crescimento de 2,5% no acumulado do terceiro trimestre de 2013 e alta de 4,2% no ano encerrado em setembro. Chegou, assim, 19,5 milhões de beneficiários. “Esse é um mercado de grande potencial e que tem mantido o ritmo de crescimento. Nossa expectativa é que continue em expansão”, avalia Carneiro.

Perfil. O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

Veja a íntegra do estudo em www.iess.org.br <http://www.k2mail-03.com.br/link.php?M=38800920&N=9800&L=4102&F=H> .

Fonte: Fenaseg.org

Posts recentes

Fale conosco

Surgiu alguma dúvida, fale conosco!

Categorias